Get Adobe Flash player

Leia a Obra

Leia a Obra

Arquivos

NOTA DO PSDB – 14 de novembro de 2014

O Brasil foi surpreendido hoje com mais um grave gesto autoritário do governo federal.
O ministro da Justiça, membro do PT, anunciou a abertura de investigação contra delegados que participam da operação Lava Jato.
É estarrecedor saber que o motivo da abertura da investigação não é a suspeita de nenhuma irregularidade nos procedimentos adotados, mas apenas o fato de os delegados terem postado em espaços pessoais nas redes sociais, matérias publicadas pela imprensa e comentários críticos ao PT.
O governo federal afronta a democracia, ao deixar evidente a marca da perseguição e a clara intenção de intimidar outros servidores, impedindo que exerçam o direito à livre opinião assegurado a todos os brasileiros.
O que teria feito o governo se os mesmos delegados tivessem se manifestado, nos mesmos termos pessoais a favor do PT? Teria aberto investigação e lançado a mesma suspeição insinuando que, por apoiar o PT não levariam a fundo as investigações?
Qual a medida que o governo federal adotou com relação a todos os servidores públicos que se manifestaram, nos mesmos moldes, em apoio ao PT? Colocou sob suspeita suas ações?
Colocou sob suspeita, por exemplo, os servidores que, em atuação oposta à dos delegados, provocaram distorções objetivas como a atípica e milionária liberação de recursos feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social a membros do Bolsa Família nas vésperas das eleições e denunciada hoje pela imprensa?
No governo, o mesmo PT que defende o controle da imprensa, tenta enfraquecer o Congresso e já conseguiu calar instituições, manipulando segundo à sua conveniência política o acesso a dados relevantes sobre a realidade do país, tenta, agora , intimidar servidores públicos federais com o claro objetivo de cercear o direito de cada cidadão brasileiro de manifestar a sua livre opinião.
O PSDB denuncia a perseguição e intimidação dos profissionais da Policia Federal, a nova tentativa de desviar o foco do grave conteúdo das denúncias de corrupção que se confirmam a cada dia e manifesta a sua solidariedade aos servidores da Polícia Federal em especial a todos aqueles que têm tido a coragem de, com isenção e profissionalismo, exercerem o seu compromisso com o país e com os brasileiros.